terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Datas, Feriados e Festas...Como são Calculados estes Dias?

Você sabia que é a igreja católica que estipula as datas de feriados? Sabia que você descansa nos dias que ela estipula?  Sabia que estes dias nada tem a ver com os descansos que o Eterno estipulou? Sabia que não há NENUNHUM DIA de descanso correto dado pelo calendário romano, além de algumas coincidências esparsas? Você sabia que o carnaval é uma data que depende da lua, e estão ligados às bases do verdadeiro calendário? Sabe o que a morte do Salvador tem a ver com o carnaval?
Gostaria que você compreendesse estas coisas, por isso fizemos este artigo.

COMO É CALCULADO O DIA DO CARNAVAL?
“Esse cálculo foi estipulado para que não houvesse coincidência com o dia da Páscoa Católica e para que ela não ocorresse no mesmo dia da Páscoa Judaica. Assim, ela começa com o equinócio de primavera, no hemisfério norte, a partir dele é preciso saber em qual dia será a primeira lua cheia, pois a páscoa é comemorada exatamente no domingo depois dessa lua. Ou seja, sabe-se que, a terça-feira de carnaval é aquela que antecede a Páscoa em 47 dias. No Brasil, a data é comemorada no outono, então começa a contar a partir do dia 21 de março, dia do equinócio no hemisfério sul.” http://historia-do-carnaval.info/
”(grifo acrescentado por nós).

Observatório do Vaticano

Na Escritura o Criador estipulou detalhadamente o calendário, o primeiro mês do ano, diferente do calendário romano, é Abibe. Êx. 12:1e 2 e 13:4 Cada mês tem início com a lua nova. Números 28:11 a 14.
A lua nova no calendário romano é o dia da conjunção dos astros sol, lua e terra, o dia em que a lua se encontra ENTRE o sol e a terra, mas ASTRONOMICAMENTE, e também logicamente, matematicamente, este  é o dia em que se encerra o mês, dia, que se completa o movimento da revolução da lua.
A expressão “LUA NOVA” NA ESCRITURA” se refere ao dia onde ela começa a aparecer em crescente no céu, o dia que é avistado a primeira crescente do lado do pôr do sol assim que este se põe, representando um NOVO CICLO DE LUNAÇÃO, chamado de “revolução da lua” – (em torno da terra). Você pode estar se perguntando, bem, mas o que tem isso a ver com o carnaval?

A igreja católica bem sabe de tudo isto, tanto sabe, que tem um observatório astronômico no também conhecido como Specola Vaticana. Foi fundado pelo Papa Gregório XIII, em 1572, por recomendação do Concílio de Trento, que também recomendara uma nova reforma no calendário, (que foi feita). Sua localização inicial era a Torre dos Ventos, no Palácio do Vaticano. Foi a partir das observações dos astrônomos Chistovam Clauvius e Aloisius Lillios que foram verificados erros no calendário juliano e pavimentado o caminho para o calendário gregoriano.
Vaticano, é um dos Institutos mais antigos do mundo, destinado à Pesquisas Astronômicas,
Inicialmente matemáticos e astrônomos jesuítas trabalhavam no instituto e posteriormente, integrantes de outras ordens religiosas, como os barnabitas, os agostinianos e oratorianos... Atualmente a responsabilidade do observatório compete à Companhia de Jesus.
Telescópio Lúcifer

E não é o único, em 1993, foi concluída a construção do "Telescópio de Tecnologia Avançada do Vaticano", no Monte Graham, no deserto do Arizona, cujo nome é Lúcifer, o local é considerado um dos melhores do mundo para uma perfeita visibilidade astronômica. As principais atividades do Observatório são realizadas por este grupo.
Para que e porque tudo isto? Simplesmente porque a igreja católica, bem sabedora de como funciona o verdadeiro e perfeito calendário que está no céu, nos movimentos dos astros do sol e lua e das estrelas, assim como foi colocado desde a criação; se julga como a “intercessora” e “intérprete do tempo” e é ela, quem estipula ao seu bel prazer, da forma que lhe é mais conveniente, os dias, meses e os anos, em que vivem os homens. As pessoas em geral no mundo nada sabem disso, vivem despreocupadas, e pautam suas vidas pelo tempo papal, romano.
Você já se perguntou, porque descansa nos dias de ano novo, natal, carnaval, páscoa, corpus cristi, dias de finados? Todas estas datas são contrafações das verdadeiras Festas Fixas, estipuladas pelo Altíssimo, que representam e pontuam fatos que são marcos históricos e proféticos que nos determinam em que parte cronológica vivemos na história deste mundo que tão rapidamente se aproxima de seus últimos fatídicos e escatológicos acontecimentos...
Se você for a Escritura, verá que a Pesach (páscoa) é uma data fixa estipulada pelo Criador Yahveh, no dia, 14 do primeiro mês. Por aproximadamente quinze séculos o povo hebreu comemorou esta festa, nesta data, tendo como base o início de cada mês na Lua nova, e o início de cada ano na observação do equinócio. Dia 14, significa 14 dias após a primeira crescente. Dia 14 a lua está cheia. Daí a observação da lua cheia pela católica....

O povo romano, não tinha nenhuma consideração com o Salvador, e nenhum compromisso com esta data, mas os romanos adotaram a história dos yahudim (judeus) assim como incorporou todos os deuses da Grécia, e dos povos pagãos, os que foram dominados por Roma. Roma, nada mais fez do que absorver os deuses que os rodeavam, batizá-los com os seus nomes latinos e gregos, e incorporá-los em suas festividades. Em 325 o cristianismo surgiu com toda força, o que seria então a religião de adoração do Imperador Constantino, foi a religião imposta pelo governo romano. Constantino havia tido a famosa sonho/visão na batalha da Ponte Mílvia, onde viu no céu as letras gregas XP - O
símbolo é formado pela sobreposição das duas primeiras letras (iniciais) chi e rho (ΧΡ) da palavra grega "ΧΡΙΣΤΟΣ" Cristo de tal modo a produzir o monograma, - Quis Ro = Cristo. Os romanos passaram a chamar o Salvador Yahshuah de Cristo (do Imperador Constantino), Cristo é o ungido do sol, enquanto Yahshuah o Salvador hebreu é o ungido de Yahveh e tem o título de Mashyah – que significa ungido de Yah!




A morte de Yahshuah há Mashyah, foi na Pesash (pascoa), dia 14 de Abibe (1º mês) na primeira das Festas Anuais de Yahveh. Esta Festa Abria as Festas Fixas do Eterno! Seguida temos a Chag Matzaot  Festa dos Pães ázimos que se inicia dia 15 no shabat, e termina dia 21, vindo em seguida o shabat. No dia 16, um dia após o shabat,  havia a Chag Bikurim (Festa das Primícias). Sete SEMANAS INTEIRAS após temos a Chag Shavuot (Festa das semanas inteiras). Nesta contagem não se contam as luas novas ou dia 30. As próximas festas são no Sétimo mês, o mês, do Yom Kippur (dia do perdão/ expiação) e foi também o mês do nascimento do Salvador, dias 15 a 22 temos as significativa Chag Sukot (Festa das Cabanas), que aponta para acontecimentos ainda por vir. 

O que o cristianismo, igreja católica fez?  Ela colocou a festa romana Februária,  em honra a Februs, deus associados a morte e purificação uma festa que pediam a este deus boa colheita para o início do ano que se aproximava.... (pois o ano se iniciava com o equinócio)...
Antes havia a Saturnália, em honra ao deus Saturno, da mitologia grega, um período onde as pessoas não trabalhavam e trocavam presentes, os escravos eram libertos, a Saturnália acontecia perto do solstício de inverno(no hemisfério norte), quando o povo rogava aos deus por um inverno brando, até que o sol retornasse ressuscitando a primavera. Esta data passou a marcar o Natal no calendário romano papal.
Em 325, no Concílio de Niceia, estabeleceu-se as regras rígidas para determinação da Páscoa que passou a ser celebrada no primeiro domingo, após a lua cheia que vier após o dia 21 de Março, que é o dia do equinócio. Nesta época se utilizava o calendário Juliano, que continha vários erros, inclusive semana com 8 dias que era marcada por letras de “A” a “H”.

No ano de 1582, o Papa Gregório XIII, aconselhado pelos astrônomos, teve que fazer a reforma do calendário, porque? Simplesmente porque o calendário romano, nunca foi regido pelos movimentos dos astros no céu, então os equinócios e as outras quaisquer datas não podem ser fixas... ao contrário do calendário verdadeiro. No novo calendário gregoriano, existe uma lua cheia média para marcar a páscoa do cristianismo, que pode cair num dia diferente da verdadeira lua cheia da Pesash.


No site: http://www.zenite.nu/sol-lua-e-carnaval/ - Achamos uma tabela bem interessante...


Como podem observar, os Feriados do calendário gregoriano, nada mais são do que uma tentativa de imitar as verdadeiras Festas do Eterno, que tem base nos movimentos dos astros no céu... Mas como as pessoas nada sabem a respeito delas, seguem cegamente, à Roma suas adorações idólatras... Alguns ainda criticam ao antigo povo yahshorum (Israel). Mas ainda podemos ver o povo da nação eleita, o sacerdócio real em meio a tanto domínio espúrio.



Por Diná Soares





Um comentário:

  1. Ótimas informações. Pena que tem muita gente sincera que ainda não teve oportunidade de ter acesso as mesmas.

    ResponderExcluir