domingo, 22 de fevereiro de 2015

Saturday - Dia de Saturno!

Sábado – Saturday - Dia de Saturno


A palavra sábado deriva do latim sabbatum, que por sua vez deriva do Shabat hebraico (שבת, transliterado como shabāt), que designa o dia de descanso entre os judeus e alguns grupos de cristãos, principalmente os adventistas.

Mas será que o sábado do calendário gregoriano é o mesmo sábado do sétimo dia a que as Escrituras se referem? 

Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando o dia de Sábado ao deus Saturno, o que originou em inglês a denominação Saturn's day, posteriormente abreviada para Saturday, e no holandês Zaterdag, com o significado de "Dia de Saturno".Saturno (do latim Saturnus) é um deus romano do tempo equivalente ao grego Cronos. É um dos titãs, filho do Céu e da Terra. Com umafoice dada por sua mãe mutilou o pai, Urano, tomando o poder entre os deuses.
Entre os romanos, por exemplo, este dia era dedicado a Saturno, deus da agricultura, e representava um dia de descanso na semana pela boa colheita.


·         O Império Romano:
No Império Romano-  considerava o sábado um dia de descanso consagrado à Saturno, ao qual atribuem a origem de Roma, construindo-lhe um templo e um altar à entrada Fórum, no Capitólio. Atribui-se ainda a Saturno a criação de divindades como Juno, Hércules e de heróis como Rómulo. Homenageava-se Saturno com a Festa das Saturnálias, onde todos descansavam dos seus trabalhos.

·     


    Judaísmo e cristianismo

No judaísmo o sábado (שַׁבָּת, pronunciado "Shabat") significa "descanso," "cessação," ou "interrupção" e é o sétimo dia da semana dedicado à oração e ao descanso, pois segundo a mitologia hebraica YHWH descansou no sétimo dia após completar a Criação do universo (Gênesis 2:1-3).Os judeus consideram proibidas certas atividades neste dia.Na segunda metade do século XIX grupos restauracionistas sabatistas (Milleritas e Adventistas) surgidos nos Estados Unidos provocaram divergências nos meios cristãos quanto a questão da observância do sábado ou o domingo como dia de descanso,quando influenciados pelos Batistas do Sétimo Dia, começaram a também guardar o dia de sábado.

·         Mudança para o Domingo


A maioria dos cristãos considera o domingo o dia de descanso, pois o então imperador Constantino convertido ao cristianismo, em 7 de março do ano 321 d.C. que estabeleceu ser este o dia de descanso.
Segundo a tradição patrística o domingo substitui o sábado judaico:
- Justino Mártir (100 - 165 d.C.): Reunimos-nos todos no dia do Sol [o primeiro dia da semana era denominado de dia de Sol no Império Romano até o século IV], não só porque foi o PG 6.427-431)
primeiro dia em que Deus, transformando as trevas e a matéria, criou o mundo, mas também porque neste mesmo dia Jesus Cristo, nosso Salvador, ressuscitou dos mortos. Crucificaram-no na véspera do dia de Saturno; e no dia seguinte a este, ou seja, no dia do Sol, aparecendo aos seus apóstolos e discípulos, ensinou-lhes tudo o que também nós vos propusemos como digno de consideração. (Justino I – Apologia Cap. 66-67 :

·         - Inácio de Antioquia: Aqueles que viviam na antiga ordem de coisas chegaram à nova esperança, e não observam mais o shabat, (do calendário judaico lune solar)  mas o dia do Senhor, em que a nossa vida se levantou por meio dele e da sua morte. Alguns negam isso, mas é por meio desse mistério que recebemos a fé e no qual perseveramos para ser discípulos de Jesus Cristo, nosso único Mestre. (Inácio de Antioquia. Carta aos Magnésios)

·         Em 7 de março de 321 A.D, o Imperador Constantino confirmou a "Tradição Apostólica" oficializando o Domingo como dia de descanso ao proibir o trabalho no "venerável dia do sol," com exceção do trabalho rural.

·         O maior número de guardadores cristãos do sábado é representados pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. O mais antigo grupo sabatista ainda em existência é a Igreja Batista do Sétimo Dia, embora alguns disputem esta asserção. Além desses temos a Igreja de Deus do Sétimo Dia e outras dissidências da Igreja Adventista que abandonaram a ideia de ser necessário especificar-se um dia como sagrado e deixaram a escolha da comunidade local sobre o melhor dia de culto.

·         Alguns grupos sabatistas creem que, leis dominicais promovidas por uma aliança formada entre protestantes apostatados, o Catolicismo Romano, governos e o espiritismo moderno perseguirá os sabatistas, seguindo-se o Argedom que culminaria com a Volta de Cristo e o Juízo Final.

* Ver: http://estudosimpressionantes.blogspot.com/2014/11/leis-dominicais-que-sao-leis-dominicais.html

Idioma
Nome
Significado
Dissabte
"Dia do sabá"
Sábado
Sábado
Sabato
Samedi
Sâmbătă
Samstag
Sabato
"Repouso"
Zaterdag
"Dia de Saturno"
Saturday
"Dia de Saturno"
土曜日, Doyōbi
星期六, Xīng qī liù
"Sexto dia da semana"
Lördag
"Dia do banho"
Lørdag
"Dia do banho"
Šeštadienis
"Sexto dia"
שבת, Shabāt
"Repouso"
Dies Saturni
"Dia de Saturno"




pt.wikipedia.org/wiki/Sábado

James Caroll, pesquisador da Harvard University, atesta que os discípulos de Yahshuah continuaram a obedecer à norma do shabat até o século IV, quando então se institucionalizou a Igreja Católica Romana por ordem do “convertido” Imperador Constantino, in verbis:

“Durante séculos, a celebração da Páscoa pelos cristãos coincidiu exatamente com a Páscoa judaica, e sua observância do Shabat [descanso]. Foram necessários a ordem de Constantino, já referida anteriormente, e decretos dos concílios da Igreja no século IV para estabelecer
distinções nítidas entre as observâncias judaicas e .cristãs” (A Espada de Constantino, pg. 160).

O dia de Descanso de YHWH  o Shabat não pode ser o mesmo do calendário papal !Segundo o relato das Escrituras, o shabat tem sua origem na criação do mundo, quando Yahveh descansou, abençoou e santificou (Gênesis 2:2-3) esse dia..O shabat foi transformado em mandamento a partir da instituição do decálogo no Monte Sinai.


Descansou

Yahveh descansou de suas obras no sétimo dia, proveu um exemplo para suas criaturas, sobre o que elas deveriam fazer também.

Abençoou

Yahveh abençoou o dia de sábado.

Santificou


Yahveh separa um dia para para uso sagrado.



pesquisado por 
Diná Soares

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A página começa dizendo,

    “A palavra sábado DERIVA do latim sabbatum, que por sua vez DERIVA do Shabat”

    Pela lógica a palavra SÁBADO também teria ligação sensitiva direta com o SHABAT, já que ambos termos comungam do mesmo derivado SABBATUM

    Até porque, o ciclo temporal que rege ambos calendários, lunissolar e gregoriano, apresentam uma diferença relativamente indistinta, pois, aquele sofre uma correção bianual com a presença do mês de ADAR variando entre 29 e 30 dias embolísticos (também conhecido como VEADAR); enquanto este, sofre um decurso quadrianual com a presença de um dia acréscimo de 29 no mês de februa (fevereiro), demonstrando com isso serem ciclos IMPERFEITOS, pois, não seguem um curso fixo e invariável, tão somente móvel e controverso

    Portanto, se caracterizando assim, regências que em nada têm com um Santo e perfeito ciclo de um Santo e perfeito Criador, pois, o ciclo do Mesmo, por razões precisas, tem obrigatoriamente que ser assim como Ele, totalmente coerente

    Só porque o lunissolar toca os judeus, nação dita escolhida, não significa dizer que o ciclo judaico lunissolar esteja ou seja o correto

    Pois, a história de Israel, estando registrado na própria escritura, e judeu nenhum sequer menciona tal evento catastrófico, por decorrência de ter sofrido profundo cativeiro dos babilônios no correr de setenta anos de aprisionamento – Jr 25:11,12, sofreu influência direta do astrônomo METON, um filósofo grego que reformulou o ciclo temporal na sua época, onde, tal reformulação, foi adotada por herança militar também pelos próprios babilônios quanto a seu próprio calendário

    Onde, Israel, por não ter conseguido sustentar seu antigo ciclo, o lunar, pois, prisão nunca foi férias, mas sim, extermínio total da cultura da nação aprisionada, viu-se na obrigação, até porquê, já tinha perdido a forma de identificar seu antigo mapa “astronômico”, de adotar o ciclo cronológico dos mesmos babilônios que os aprisionara por ardorosos 70 anos

    Tendo tal cálculo METONIMÍCO até os atuais dias presentes, influência direta no também atual calendário solar dos romanos, o gregoriano, Isso porque essa nação babilônica também é um dos pilares culturais pagãos da cultura romana, cujas bússolas cronológicas de todos os atuais países do globo, tanto do Ocidente quanto do Oriente, incluído até mesmo o calendário chinês, os abraçam com suas respectivas leves variações temporais, apesar de possuírem nomes distintos

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Ciclo_metónico

    Portanto, Roma e Israel, quanto aos nomes SÁBADO e SHABAT, apesar de evidenciar distinção ideológica na sua forma nomenclatural de perpassar conceitos, em pouco têm na verdadeira alguma distinção, onde, se deveria tão somente levar em conta a única plausível, a CRONOLÓGICA e jamais a formal

    Por conseguinte, e irrefutavelmente,

    o SÁBADO gregoriano dos católicos, É sim, empiricamente falando, o mesmo SHABAT lunissolar dos judeus

    https://www.youtube.com/watch?v=0bV5CTW88Js&feature=youtu.be

    ResponderExcluir